Diferenças entre Psicanálise e Psicologia

abrindo-a-mente-psicanalise

Quais as principais diferenças entre Psicanálise e Psicologia?

Por mais que pareça a mesma coisa, não são.

Em geral, a maior diferença entre ambas, esta na abordagem, ou seja forma do profissional olhar e conduzir a terapia.

São baseadas em linhas bem diferentes de pensamentos sobre o estudo da psique humana como vamos ver mais abaixo.

 

Semelhanças

Evidentemente estamos falando de 2 aspectos de ver o mesmo tema: a psique humana. E casal-feliz-na-terapia-psicanaliticaclaro que haverão algumas semelhanças:

  • Objetivo Final: Ambas psicoterapias estão voltadas a quem sofre de dores da alma e tem o mesmo objetivo de ensejar uma melhora;
  • Ambiente (Setting): Fisicamente, o Ambiente estrutural, ambas são bem parecidas, existem 2 acentos, ou um acento e um divã, sala individual e o cliente chega, senta e fala de suas angustias ao profissional e o mesmo de acordo com sua técnica e/ou estudos irá conduzir a conversa.

Diferenças

Vamos falar agora das diferenças propostas no tema dessa postagem, onde falarei de  algumas diferenças na abordagem de cada uma.

A Formação

O profissional em Psicologia precisa de Formação Superior em Psicologia.

Para ser Psicanalista não há necessidade de ter tal formação, mas necessita-se formação de nível superior em qualquer área e a conclusão do curso é obrigatória em uma Instituição de ensino em Psicanalise (hoje nas Sociedades de Psicanálise existentes em todo mundo).

O Pai da psicanalise foi Sigmund Freud, que mencionou que para ser um bom psicanalista necessita de um tripé, onde ficou como regra nos cursos em Psicanálise nas Sociedades:

  1. curso de formação em psicanálise em uma instituição psicanalítica
  2. supervisão dos casos clínicos
  3. análise pessoal
Regulamentação da Psicanálise

Diferente da Psicologia, a Psicanalise não é uma profissão regulamentada por um Conselho Regional, no caso da Psicologia pelo CRP.

A Psicanalise é reconhecida pelo Ministério do Trabalho e Emprego, Portaria nº 397/TEM de 09/10/2002, CBO (Classificação Brasileira de Ocupações) sob o código 2515.50 e amparada pelo Decreto nº 2.208 de 17/04/1997, que estabelece Diretrizes e Bases da Educação Nacional e pela Constituição Federal nos artigos 5º incisos II e XIII, podendo exercer sua profissão em todo o Território Nacional.

Consciente e Inconsciente

iceberg-consciente-fora-dagua-inconsciente-abaixo-dagua

 

A Psicanalise, diferente da Psicologia (que trabalha o consciente/comportamento) é uma teoria baseada no inconsciente, ao estar com o cliente, o psicanalista não se atenta somente no que esta sendo dito, mas também no não dito. No que o cliente não fala, mas deixa transparecer na fala, gestos, olhares.

Para ir a terapia Psicanalítica, não necessariamente precisa ter algum problema especifico que será sanado, mas também e até muitas vezes, as pessoas procuram porque precisa olhar sua vida, entender algo que muitas vezes nem sabem o que é, organizar as ideias.

O Psicanalista não direcionam a fala, ela precisa ser livre, não há testes psicológicos a se fazer, como ocorre na psicologia, pois entendem-se que o inconsciente já tem tudo, ele precisa somente de tempo para se expressar-se.

 

A Infância

 

Na Psicanálise da importância à infância da pessoa, pois acredita-se que a personalidadecrianca-triste e os sofrimentos psíquicos têm sua origem na infância, diferente da psicologia que trabalha o presente, o aqui e agora.

Alguns estudos psicanalíticos (como Jung) vão na teoria de muito antes da infância são as influencias do passado no presente

O psicanalista irá trabalhar o que está por atrás daquela queixa, vai procurar quais as causas inconscientes que levaram o sujeito a esse sofrimento.

 

Conteúdos

Os conteúdos passados no curso de graduação de Psicologia, não se fazem necessários na Psicanálise, uma vez que a Psicanalise se usa do inconsciente e a Psicologia do Consciente, não existe necessidades de técnicas para “combate-lo”. O comportamento para a psicanalise mostra o interior de cada um, esse comportamento não precisa mudar de imediato, precisa ser olhado, entendido e chegando na causa, entenderemos e mudamos automaticamente os efeitos.

A Psicanalise também não se baseia somente em Freud, mesmo ele sendo o Pai dela, ele não disse tudo, muitos outros autores deixaram conteúdos ricos sobre a psique humana.

Freud teve o papel de start e levou a questão sexual como foco de seus estudos, mas em vários outros autores que ajudaram a completar sua obra, tais como:sociedade-parisiense-de-psicanalise-freud-jung-sentados

  • Carl Gustav Jung, acrescentando o inconsciente coletivo (Arquétipos), indicando a importante força da influencia de gerações anteriores que herdamos hoje e ainda estamos muitas vezes a merce sem questiona-las;
  • Lacan, focando a importância da fala do analisando ao analista;
  • Melanie Klein, mostrando um mundo novo na relação com as crianças, desenvolvendo a terapia com crianças, no lúdico ajudando as crianças mostrar o que se passa em seu inconsciente;
  • Winnicott; com vasto material explicando a relação entre pais e filhos, de forma simples, clara e fascinante;
  • Willian Reich, ousado, chamando a atenção para a importância do corpo e suas sensações na psique e vise versa; entre outros.

Na Terapia

 

Freud, trouxe alguns aspectos da terapia que também deixou a psicanalise a muito tempo com a mesma imagem, tais como:

  • Divã (tenho que deitar mesmo?);psicanalista-terapeuta-dormiu
  • Cliente falando sem parar de costas para o analista (não sabendo o que o analista faz atras dele, será que esta dormindo?)
  • Analista não fala nada (dormiu com certeza!)

Com a chegada de novas teorias como acima citadas, essa situação é cada vez menos frequente.

Hoje se encontra facilmente analistas que sentam frente a frente com o cliente, olhos nos olhos. Mesmo nos divã, a pratica é mais estar de frente, dialogando com esse cliente.

O Silêncio vai existir diversas vezes no Setting, mas para reflexões do cliente em algum momento e não em toda sessão.

Um momento para quem chega, onde o cliente conduz o que fala, o que não fala, cada momento é único e cada Insite importantíssimo para seu auto-conhecimento.

 

 

Paula Pinheiro
Psicanalista, Taróloga, Facilitadora em Constelações Familiares/Organizacionais e Doula Parto.
(11) 98708-8352 (Whatsapp)

Siga-me também:

Facebook

Instagram

Twitter

Linkindin

 

Veja também:

Psicoterapia para Adultos

Psicoterapia para Crianças

Psicoterapia para Adolescentes

Psicoterapia de Casais

 

 

 

Espaço Viver Bem
Siga-nos
Últimos posts por Espaço Viver Bem (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.